Páginas

domingo, 13 de março de 2011

Alguns frutos do Big Brother Brasil. O grande e degradante BBB

Primeiramente o BBB11 é uma grande decepção para quem se candidata a ser vencedor de alguma coisa. A princípio vêem-se muitas propagandas e falatórios no sentido de que os selecionados a participarem deste programa, são pessoas com características competitivas e que desde seu início até o fim eles passam por competições gloriosas. Invocam uma tremenda mentira travestida de verdade. Tais ‘vencedores’ são todos marionetes, perdedores, mentes vazias, objetos e escravos da idolatria. São coitados que vendem seu próprio corpo, imagem e moral ao Tentador, obtendo em troca uma vida deprimida e acorrentada. Eles demonstram serem umas presas fácil, corruptíveis, inaptos a se congregar, insociáveis, propagadores de inimizade familiar, não confiáveis, incapazes, vazios e infelizes. São pessoas que não causam preocupação ao Mal, pois fazem qualquer coisa em troca de dinheiro, fama e poder.

Por uma certa engenhosidade, o BBB todos os anos precede a Santa Quaresma, possuindo o intuito de exatamente esvaziar a cabeça dos participantes e expectadores, matando as pequenas sementes de santidades e ao mesmo tempo para contra atacar as negativas de Jesus quando foi tentado no Deserto. Todas as investidas de Satanás contra Jesus são repetidas diariamente dentro da ‘Casa’ que não é vigiada pelos filhos de Deus, mas sim pelo morador do Inferno. É ele quem vigia diuturnamente se seus escravos fazem aquilo que é de sua vontade. A casa dos BBBs é na verdade uma pequena representação do Inferno, é onde a inimizade e o ódio rolam a solta. Cito aqui alguns frutos desta infeliz programação:
·         Subserviência as normas das trevas. As normas lá aplicadas não se executam em nenhum outro processo educandário, familiar ou empresarial que se preze. Nunca e em nenhum lugar pode se crescer eliminando o outro e utilizando de mentiras, falsidades e egocentrismo. Portando são somente as normas trevestres a ditar naquele recinto.
·         Prostituição e imoralidades. O corpo não é somente vendido, mas trocado, dado, emprestado e idolatrado. Percebe-se ai uma perda do autocontrole de seus impulsos.
·         Mentiras e falta de verdades. São pessoas não confiáveis não apenas quando estão participando deste programa. O Justo é justo em qualquer ocasião, portanto o contrário é também verdadeiro.
·         Egocentrismo e insociabilidade. A característica do jogo exige que seus participantes sejam pessoas que detestam viver em sociedade. Isto é a própria finalidade e é um extremo. Estas pessoas não têm impulsos caritativos de dá ao próximo aquilo que ele precisa, não são pessoas acolhedoras, não dividem o que tem e não vêem nos outros uma oportunidade de companheirismo e junção, mas de separação e eliminação. Viver absolutamente só é o grande sentido, os outros servem como degraus.
·         Infidelidade. Esta é uma regra valiosa dentro da constituição do BBB, não somente dentro da casa, mas também nas regras familiares pós-jogo. Tudo que acontece entre aquelas paredes, são de alguma forma validados e transformados em ações normais ou virtuosas, podendo ser copiadas pelos expectadores. ‘Com infidelidade se ganha a vida’, esta é a norma desta saga Bigbrodeana. ‘Sejam infiéis no trabalho, no casamento, nas amizades, nos clubes, na escola, na infantaria, na Guerra e na Igreja. ’
·         Aprisionamento total da vida. Os integrantes têm suas vidas completamente entregues ao acorrentador, são entregues o corpo e a alma juntos nas mesmas mãos do único dono das chaves. Passando-se por vencedores, a primeira coisa que se entende de todos, é que são mais que perdedores, pois lá não se vencem estes embates quando primeiramente não se curvarem em adoração a Satanás. Este é o perdedor por excelência, sendo seus adoradores os maiores perdedores, porque se curvaram ao derrotado.
·         Inversão de valores. Sexo como cultura; mentira como verdade, inimizade como fraternidade, mal como bem, imediatismo como esperança, falácia como silêncio, ódio como amor, morte como vida.
·         Propensão ao crime. Pra começar a regra é eliminar o outro, não importando a quem. ‘Elimine quem estiver na sua frente, ELIMINE!’ Eliminar é também matar, é arrancar a vida, é abortar, é não permitir o outro respirar. Nisto aí, um médico que tenha um paciente muito trabalhoso e difícil, vai certamente cometer um homicídio, com o intuito de eliminá-lo, pois ele pode estar atrapalhando o tratamento e sujando o nome tão profissional. Além do crime do homicídio, leva-se uma mensagem de que a regra é válida enquanto o ‘eu’ for o vencedor, não existe ninguém a não ser ‘eu’, isto permite roubar, traficar, estuprar, homossexualizar entre outros. O mal ao outro não importa. Importa o ‘eu’ ser vitorioso!
·         Preguiça. Ócio total, não se negar ao ócio. Quem está ali, é quem não tem vínculo com empregabilidade, com transformação, com desenvolvimento, com produção. Os presentes naquele ambiente estão interessados em vida fácil, sem esforços, sem meticulosidade, superficialidade e irresponsabilidade. O lema é deixar o pesado para os outros, ‘trabalhar é para perdedores’.
·         Inconseqüência. Não importa o que se faça. Alguém vai elogiar, copiar e apoiar. Tudo o que se faz é aproveitável, fora da casa tem quem gosta. Há amparo da mídia que denota poder, inteligência, alegria, abraços, endeusamentos...
·         Desperdício. É um pecado gravíssimo, sendo pecado é uma transgressão e um mal à Natureza, é roubo. Isto mesmo, desperdiçar é roubar aquilo que pertence ao outro, ao que mais sofre, ao pobre. Quantos empreendimentos, roupas, estrutura, festas, comidas, aparelhos, dinheiros em prol de tão grande degradamento. Enquanto muitos filhinhos e verdadeiros irmãos morrendo desamparados, aquilo que estão gastando naquela casa, pertence aos pobres que morrem desprovidos.
A grande decepção para quem se candidata é o encontro com a verdade, quando perceber que não é herói e muito menos vencedor. Há que experimentar invariavelmente uma baixa em seus sentimentos e valores, perceberá que está apoiado a nada. Entenderá que é um caído, será contado entre aqueles que estão entre os mil à esquerda e os dez mil à direita daquele que não foi atingido, ou seja, daquele que não aceitou ser um BBB.
Não estranhe um ex-BBB quando for pisoteado, desamado, esquecido, desamparado e caluniado, quando a vida voltar. Não se estranhem ao verem um ex-BBB deprimido e desvalido, procurando seitas para salvá-lo do vazio, querendo encontrar aquilo que não entende, sorrindo para o nada, querendo morrer e não conseguindo, querendo apalpar o irreal.
O homem é fraco, quanto mais se enche disto, mais se transforma nisto. A culpa disto tudo é da Rede Globo que forma pessoas mesquinhas para bem utilizá-las quando lhe convier. A culpa se reparte com aqueles que de diversas maneiras apóiam estas investidas do Maligno e não evangelizam como se espera.
Jesus é a solução. Só Ele é a Vitória. Ele é o caminho, a verdade e a vida.
Glória ao Pai
ao Filho
e ao Espírito Santo.
Amém.

Um comentário:

  1. Olá, achei seu blog por acaso quando procurava para material de estudo sobre teologia, patrística, iconografia, epigrafia, arqueologia bíblica, etc.

    E acredito que você possa se interessar por esses blogs

    http://patristicabrasil.blogspot.com/, história e patrística da igreja do século I ao VIII, todo em português.

    http://iconografiascristas.blogspot.com/, Ícones antigos da igreja.

    http://angelusexverum.blogspot.com, que pretende comprovar verdades da Igreja a partir de achados arqueológicos.

    Conheça a história da sua igreja para saber a razoes de sua fé.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...